O Ensino Religioso na Educação Pública no Brasil (Projeto Monográfico)

Conheça a empresa Gesso Lucena, MEI.

gesso-lucena-logotipo

Fundação Educacional Unificada Campo-Grandense

Elaboração de Projeto

Título do Projeto: O Ensino Religioso na Educação Pública no Brasil

Aluno: Marcondes Lucena de Farias

Linha de Pesquisa: Educação, Estado e Políticas Públicas

Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

———————————————————–

Sumário:

  1. Introdução
  2. Justificativa
  3. Objetivos
  4. Revisão Teórica
  5. Metodologia
  6. Proposta de Bibliografia
  7. Sumário Comentado

1. Introdução

O tema do trabalho será O Ensino Religioso na Educação Pública no Brasil. Trata-se de uma abordagem histórica desse tipo de ensino no Brasil e uma análise ou reflexão sobre as possíveis consequências socioculturais e pedagógicas que o mesmo pode trazer.

A abordagem histórica provavelmente será bem sucinta, dando mais prioridade à análise ou reflexão sobre os fatores socioculturais e pedagógicos envolvidos na temática. A idéia central é basicamente abordar e demonstrar as várias visões e posicionamentos acerca do ensino religioso inserido atualmente na educação pública.

Reconhece-se o caráter polêmico dessa problemática apresentada no projeto monográfico. Mas é interessante que esses assuntos sociais sejam abordados pela parte das ciências que estuda a sociedade e a educação. A Sociologia, sem dúvida, faz parte desse grupo. Sabemos que o ensino religioso, como parte da educação pública, sempre foi motivo de debates tanto no meio pedagógico como no meio político.

Visto que a LDB impõe, dogmaticamente, no seu artigo 33 que o ensino religioso “é parte integrante da formação básica do cidadão”, entendemos que tal afirmação deve ser objeto de reflexão por parte de todos os educadores, dada a realidade de todos estarem envolvidos com a educação e necessitarmos estar atentos a prováveis interesses corporativos privados nos setores públicos.

Entendemos que o assunto “ensino religioso” está ligado concomitantemente à área educacional e à área sociológica. Isto acontece pelo fato da questão educacional, pedagógica, neste caso estar relacionada a um fator social, a religião. A discussão sobre as relações entre o meio público (do qual a educação pública faz parte) e os interesses privados (a religião) é entendida aqui como uma problematização tanto do campo educacional como do campo sociológico.

2. Justificativa

A razão geral pela qual escolhemos esta temática consiste primariamente na problematização existente em se emaranhar os interesses públicos aos corporativistas. Temos notado durante todo o curso de Sociologia que este é realmente um traço cultural bem notável do Brasil. As instituições privadas procuram de várias formas fazer o Estado parecer um simples facilitador de seus interesses. O ensino religioso, como o próprio nome diz, constitui parte inerente de um trabalho privado, o das corporações religiosas. Parece que a introdução do fator religioso no setor público é mais uma demonstração do corporativismo em ação. É justamente esta intromissão que desejamos demonstrar e analisar, provocando uma reflexão sobre o tema.

A reflexão sociológica por ser sobre o tema ensino religioso torna-se automaticamente uma reflexão pedagógica, e daí, relevante socialmente. O que planejamos é efetuar uma pesquisa livre de sectarismos ideológicos, o que poderia comprometer o sucesso da mesma. É evidente que possuímos uma linha teórica a seguir, que se trata basicamente da separação entre o setor público (laico) e o setor privado (neste caso, religioso). Não obstante, com toda a formulação teórica precedente à pesquisa, não nos desviaremos dos argumentos contrários à nossa linha teórica. Embora desejemos fazer a pesquisa para demonstrar a incoerência entre ensino religioso e educação pública, procuraremos abordar todos os lados da problemática.

3. Objetivos

O objetivo geral da problematização é basicamente promover a discussão sobre o tema, enfatizando as questões socioculturais e pedagógicas e levantar possibilidades alternativas ao ensino religioso na educação pública.

Quanto aos objetivos específicos, procuraremos caracterizar os principais argumentos tanto a favor como contrários ao ensino religioso na educação pública. Analisaremos alguns trabalhos acadêmicos já formulados sobre o tema e explicaremos as conclusões a que chegaram seus principais autores.

Também avaliaremos algumas obras de referência sobre o ensino religioso no Brasil, principalmente na abordagem histórica do projeto monográfico.

Todos esses objetivos específicos de pesquisa, como comentado na parte Justificativa, têm uma contribuição central para o objetivo geral da pesquisa monográfica — o de demonstrar a reflexão acerca da relação entre interesses públicos e corporativistas num contexto de intromissão e usurpação.

4. Revisão Teórica

Informamos que alguns autores já abordaram a temática “ensino religioso” na educação pública.

Havíamos afirmado que demonstraremos tanto argumentos favoráveis como contrários ao ensino religioso como prática pedagógica. Na revisão teórica inicial encontramos alguns trabalhos disponíveis na internet sobre o tema. Por exemplo:

  • Mª Cristina Caetano e Mª Auxiliadora Monteiro Oliveira. “Ensino Religioso: sua trajetória na educação brasileira”. Tese de Mestrado na PUC de Minas — abordam as questões históricas ligadas ao ensino religioso no Brasil, desde o início da colonização à atualidade. Demonstram imparcialidade ao tema, mas concluem o trabalho com uma perspectiva otimista para o ensino religioso: “O ensino religioso vem conquistando seu espaço, através de muitas lutas, que tiveram muitas vitórias…” (p. 10). Sugere ampla bibliografia. Texto disponível em PDF na  internet  no dia 08/07/2010, às  20:00 h em http://www.sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe4/individuais-coautorais/eixo01/Maria%20Cristina%20Caetano%20e%20Maria%20Auxiliadora%20Monteiro%20Oliveira.pdf.
  • Prof. Vanderlei de Barros Rosas. “O Ensino Religioso nas Escolas” — texto crítico e analítico sobre as questões técnicas envolvidas no ensino religioso. Demonstra parcialmente os problemas socioculturais e pedagógicos envoltos na questão. O professor V. B. Rosas é professor de Filosofia e Teologia.  Texto disponível na internet no dia 08/07/2010, às 20:00  em www.mundodosfilosofos.com.br/vanderlei2.htm.
  • Afonso Maria Ligorio Soares. “Ciência da Religião, Ensino Religioso e Formação Docente” — Artigo na Revista de Estudos da Religião (setembro de 2009, pp. 1-18). Afirma que o ensino religioso pode ter três modelos: catequético, teológico e o da Ciência da Religião. Defende o último como o mais propício para a formação docente. Este artigo é mais reformista do ensino religioso do que analítico. O autor afirma, em parte, que a “Ciência da Religião é o modelo mais coerente para fundamentar teórica e metodologicamente a prática do ensino religioso” (p. 17). Sugere ampla bibliografia. Texto disponível na internet no dia 08/07/2010, às 20:00 h  em www.pucsp.br/rever/rv3_2009/t_soares.pdf.

 

  • Roseli Fischmann. — vários textos apresentados sobre o assunto “ensino religioso”. Suas contribuições vão desde artigos em revistas e jornais a material acadêmico. Ela é professora de Pós-Graduação em Educação da USP. No trabalho “Escolas Públicas e Ensino Religioso”, conclui que “a família e as religiões é que são os agentes apropriados para a transmissão desses conteúdos à criança, de forma confessional.” (p. 5) Sugere algumas fontes bibliográficas. Texto disponível na internet no dia 08/07/2010, às 20:00 h  em www.gper.com.br/documentos/escolas_publicas_ensino_religioso.pdf.

Toda a nossa revisão bibliográfica até o momento foi feita por meio da internet. Este instrumento de pesquisa tem sido demasiadamente útil e prático aos nossos esforços educacionais. Temos acesso bem rápido a artigos e textos em diversos sites, bibliotecas, livros, etc. Além disso, existe a grande facilidade de se encontrar ampla bibliografia sobre o nosso tema proposto, conforme se nota nas observações acima.

Na efetuação do trabalho monográfico procuraremos verificar incontestavelmente a segurança de todas as fontes e citações oferecidas via internet. Isso é imprescindível ao trabalho acadêmico.

5. Metodologia

A pesquisa monográfica será quase toda de revisão bibliográfica. Somente algumas informações, se necessárias, serão retiradas de experiências de vida, entrevistas, visitas de campo, etc.

6. Proposta de Bibliografia

Além das fontes bibliográficas apresentadas na parte Revisão Teórica, procuraremos usar as obras escritas em livros indicadas na parte bibliográfica dessas fontes citadas. Verifique-se que uma ampla bibliografia está disponível, embora ainda não tenhamos iniciado o trabalho de coleta e análise do material bibliográfico.

Livros:

ALVES, Rubem. Dogmatismo e tolerância. Ed. Paulinas

BOFF, Leonardo. Igreja, carisma e poder. Ed. Vozes

Ruedell, Pedro. Educação Religiosa: Fundamentação antropológico-cultural da religião segundo Paul Tillich. São Paulo: Paulinas, 2007.

Usarski, Franki. Ensino religioso e formação docente: Ciências da Religião e Ensino Religioso em Diálogo. São Paulo: Paulinas, 2006.

 

 

Não citaremos na seção Proposta de Bibliografia o tópico “material da internet” por tê-lo feito, em grande parte, na seção Revisão Teórica. Apenas informamos que iremos procurar utilizar os materiais bibliográficos indicados na parte “bibliografia” de tais fontes em questão.

7. Sumário Comentado

Originalmente, o trabalho de pesquisa será dividido em introdução, três capítulos e conclusão.

Introdução: apresentará os motivos da escolha do tema, os objetivos a serem alcançados com a pesquisa, os métodos utilizados, etc.

Capítulo 1: apresentará a abordagem histórica, imprescindível a este tipo de pesquisa, visto que a discussão atual está interligada aos fatores históricos. Será uma abordagem bem curta, meramente para motivos de contextualização.

Capítulo 2: apresentará as questões técnicas, pedagógicas, ligadas à educação religiosa e suas tecnologias. Neste capítulo mostraremos as questões ligadas à problemática da religião envolvida na educação pública num contexto direcionado para a LDB e a Constituição.

Capítulo 3: apresentará sugestões de formas alternativas no ensino para a educação religiosa. Abordaremos aqui a capacidade tecnológica das ciências humanas e sociais em suprir a necessidade de um estudo científico e filosófico da religiosidade no Brasil.

Conclusão: apresentará as considerações finais e comentários sobre os objetivos alcançados pela pesquisa.

 

Marcondes Lucena de Farias

www.marcondeslucena.wordpress.com/universidade/projeto

—————————————————-


Voltar ao Índice “Universidade”

Ir para a “Monografia”

2 respostas para O Ensino Religioso na Educação Pública no Brasil (Projeto Monográfico)

  1. ALgrcileteUNO disse:

    Estou fazendo um currrrrrrso de formacao continuada onde esmos discutido o tema ensino religioso, onde estou vendo adimencao do problma.gostria muito de trocar ideias sobre eensino religioso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: