Perguntas e Notas Pessoais

Conheça a empresa Gesso Lucena, MEI.

gesso-lucena-logotipo

Você poderá me fazer uma pergunta diretamente (até mesmo de forma anônima), por meio do seguinte link:

http://ask.fm/marcondeslucena

—————————————————

AVISO DE FIM DA RÁDIO ON LINE
 
Retirei minha rádio pessoal do ar. Peço desculpas a quem seguia aquelas transmissões. Não havia tempo hábil para a manutenção das publicações anteriores e a publicação de novas transmissões.
 
O link https://www.spreaker.com/user/marcondeslucena torna-se inválido a partir deste AVISO.

REABERTURA DA PESQUISA SOBRE ASSUNTOS SOBRENATURAIS

Este assunto ficou indefinido e estamos reabrindo a coleta de relatos. Os critérios para a apreciação e análise dos relatos são citados a seguir.
A PESSOA QUE POSSUI UM RELATO E DESEJA ENVIÁ-LO:
1. Não deve acreditar de antemão que se trate de um assunto sobrenatural;
2. Não deve possuir qualquer transtorno mental do tipo psicótico (que provoca alucinações);
3. Não deve associar o relato a alguma experiência religiosa (seria recomendável que apenas pessoas não religiosas enviassem relatos);
4. O relato não deve estar associado diretamente a traumas psicológicos;
5. Não deve ser um relato de vultos ou de fenômenos luminosos, provocados pela visão periférica. Apenas experiências diretas, da visão frontal, serão aceitas.
QUEM POSSUIR UM RELATO DESTE PORTE, FAVOR ENTRAR EM CONTATO NO SEGUINTE LINK:

 —————————————————

Nota de Repúdio à Homofobia

 Eu repudio publicamente  os crimes praticados contra as pessoas por questões de orientação sexual.  É necessário lembrar que vários direitos humanos têm sido violados cotidianamente contra indivíduos deste setor social. A luta por direitos plenos às pessoas, em suas condições sexuais aceitáveis, insere-se na militância infindável pela democracia e sua manutenção em todas as esferas da vida social.

Relatam-se as práticas de tortura psicológica, humilhação, agressão e, em alguns casos, tentativas de homicídio. Eu defendo, não a criação de uma “Lei Anti-homofobia”, mas sim que se façam acréscimos na legislação já existente – tendo a homofobia como sendo considerada um “fator agravante”, nos casos de julgamento.

A respeito das ações homofóbicas,  as lamento e as condeno veementemente, torcendo para que os culpados sempre sejam punidos eficaz e exemplarmente, enaltecendo sempre a vida e os ideais de liberdade, igualdade e fraternidade, e rebaixando as ideologias nas quais tais atrocidades estão baseadas, a saber, a manutenção da ignorância e da intolerância, propagadas por alguns setores extremistas encontrados em nossa sociedade.

O ponto de vista defendido por este site é o de que as pessoas devem ter a liberdade de expressão de sua orientação sexual, vedados apenas os casos de usurpação da consciência alheia ou de desobediência deliberada dos fatores legais estabelecidos socialmente e devidamente comprovados ou respaldados pelas ciências reconhecidas. Defendemos também que as lutas ideológicas travadas na área do comportamento sexual aceitável devem acontecer de forma racional e democrática.

—————————————————

Relatório Parcial da Pesquisa Sobre as Religiões Espíritas

A pesquisa sobre as religiões espíritas (Umbanda, Candomblé e Kardecismo) foi interessante. Encontraram-se alguns elementos ou fenômenos psicológicos contidos nessas correntes religiosas que são intrigantes. Houve esforço sempre no sentido de procurar explicações científicas aos fenômenos observados. Foram analisados os seguintes quesitos: possessões, histerias, medos, visões, alucinações, etc.

O estudo comparativo das diversas religiões existentes, incluindo suas diferenças e semelhanças, nos possibilita formular a teoria de que os grupos sociais parecem servir quais “receptores” de indivíduos padronizados. Ou seja, as peculiaridades de determinados grupos acabam por determinar, com algumas variações, quais padrões de pessoas tendem a pertencer aos mesmos. Esta teoria será melhor explanada posteriormente.

Chegou-se a conclusão parcial semelhante a que vem sendo mantida pelas áreas científicas mais conservadoras, a saber, que os fenômenos observados não ultrapassam os limites das teses psicológicas, neurológicas, psiquiátricas, antropológicas e sociológicas. Não obstante, reitera-se que esta área de pesquisa ainda carece de estudos mais aprofundados, sempre com objetivos científicos, evitando-se as interferências prejudiciais causadas pelas ideias de misticismo e preconceito religioso.

Veja:

https://marcondeslucena.wordpress.com/2012/09/04/pesquisa-sobre-o-transe-religioso-conclusao/

 —————————————————

Nota a respeito de Artigos Sobre Assuntos Religiosos

Foi publicada uma nota neste site informando a intenção de não publicar, desde março de 2010, artigos sobre religiões específicas. Descontinuou-se esta intenção e informa-se que se voltará a publicar artigos sobre religiões específicas. Esses artigos ficarão abertos a comentários. Quem desejar enviar artigos sobre religiões pode fazê-lo. Publicar-se-á a autoria dos textos que venham a ser enviados.

Veja:

https://marcondeslucena.wordpress.com/indice/padrao/

—————————————————

Defesa de religiões

Atualmente eu não represento ou sigo nenhuma religião institucionalizada.

Até alguns anos atrás eu vinha fazendo parte ativa em religiões ligadas ao Cristianismo . Em questões religiosas passei a me identificar com o agnosticismo deísta desde dezembro de 2007.

Infelizmente, tive participações em debates desde esta época que podem ser entendidas como agressivas com respeito a algumas atitudes ou crenças religiosas. Lamento atualmente por isto, embora não possa deixar de defender ou seguir minha ideologia de liberdade, igualdade e fraternidade em nome de credos religiosos específicos. No entanto, a minha visão atual é de que as pessoas devem ter a sua liberdade de crer e de discordar assegurada.

Considero a pesquisa científica ou filosófica acerca da religião ou da religiosidade como um elemento importantíssimo à compreensão de muitos aspectos  sociais e culturais do ser humano. Considero a religiosidade como um aspecto inerentemente associado ao ser humano em sociedade, como um elemento intrínseco ao desenvolvimento, evolução e manutenção da vida coletiva.


—————————————————

Por que do blog e revisões de artigos

Penso que todas as pessoas devem ter a liberdade total para poderem expor suas idiossincrasias de forma humana e não censurada. Este blog foi criado para que eu possa expor minha visão de mundo sobre alguns assuntos que aprecio e acho pessoalmente intrigantes. Ele também serve para que eu possa receber a opinião de pessoas que navegam na internet e que queiram responder aos assuntos em questão.

Eu não uso esse site para agredir pessoas em particular, embora constantemente exprima minhas próprias opiniões sobre vários assuntos. Todos os que discordam podem postar seus comentários sem censura alguma. Vez por outra eu mudo de opinião sobre alguns pontos e publico novos artigos ou comentários contradizendo o que foi publicado em outra época. Quanto a isso não me imponho nenhuma restrição.

—————————————————

Conceito sobre a verdade

Não creio que exista uma verdade abstrata única. A única verdade que considero absoluta é a realidade, isto é, os elementos formadores do universo isentos de definições. Isso acontece porque as abstrações provém de nossos sentidos, que são idiossincráticos. Jamais poderão representar a realidade tal como ela totalmente é. Eu sigo o relativismo cultural em todos os sentidos, exceto em alguns pontos relacionados à minha filosofia pessoal do agnosticismo deísta. Este ponto de vista é abordado em vários locais deste blog.

—————————————————

Nota sobre o Grupo do Amorismo Universal

Foi comentado neste blog sobre a filosofia de um grupo conhecido como amorismo universal. Devo esclarecer que a menção a este grupo serviu apenas como ilustração da filosofia do amor sem condicionamentos. É claro que existem pessoas que aderem à filosofia dessa forma de amor. Mas não podemos dizer, taxativamente, que elas formam, em si, um grupo institucionalizado. No entanto, a filosofia do amor universal trata-se de uma realidade para todos os que acreditam nela e a praticam em suas vidas.

—————————————————

Página Inicial

Site Pessoal de Marcondes Lucena. Com textos, debates, fotos e informações pessoais

© 2007—2016



Os comentários estão desativados.